Trabalhos Disponíveis

TRABALHO Ações
Potencial didático dos documentários da série América do Sul Selvagem para o ensino de ciências
Curso Mestrado em Educação Científica e Matemática
Tipo Dissertação
Data 28/02/2020
Área ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA
Orientador(es)
  • JOÃO MIANUTTI
Orientando(s)
  • Lucivânia Gotardi Ribeiro Balasso
Banca
  • ELIANE CERDAS
  • JOÃO MIANUTTI
  • NEI DE FREITAS NUNES NETO
Resumo
Download
    SUPLEMENTAÇÃO DE RADIAÇÃO FOTOSSINTETICAMENTE ATIVA NA FORMAÇÃO DE MUDAS DE MANJERICÃO
    Curso Mestrado em Agronomia
    Tipo Dissertação
    Data 28/02/2020
    Área AGRONOMIA
    Orientador(es)
    • FLAVIO FERREIRA DA SILVA BINOTTI
    Orientando(s)
    • BRUNA FINOTTI FONSECA REIS DE MELLO
    Banca
    • EDILSON COSTA
    • EDUARDO PRADI VENDRUSCOLO
    • FLAVIO FERREIRA DA SILVA BINOTTI
    • RENATO JAQUETO GOES
    Resumo A luz é fundamental no crescimento e desenvolvimento das plantas devido sua influência na fotossíntese e fotomorfogênese, assim o uso de diodo emissor de luz (LED) com emissão de radiação fotossinteticamente ativa (RFA) é um alternativa para melhoria no crescimento de mudas. O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito de suplementação de radiação fotossinteticamente ativa na produção de mudas de duas cultivares de manjericão. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado (DIC), em esquema fatorial de 2 x 2, com 4 repetições, com 20 plantas por parcela, constituído por suplementação de radiação fotossintética (ausência e presença) e duas cultivares (manjericão alfavaca basilicão variedade sweet basil e o manjericão alfavaca basilicão vermelho rubi variedade purple basil). A suplementação de radiação fotossintética ativa foi realizado por meio de lâmpada ledgrow 360W das 7:00 ás 11:00. As variáveis analisadas foram diâmetro do colo,relação altura diâmetro, massa seca da parte aérea, massa seca do sistema radicular, massa seca total, relação altura de planta e massa seca da parte aérea, índice de qualidade de Dickson, área foliar, relação massa seca da parte aérea e massa seca do sistema radicular e altura de plantas. Na ausência de suplementação de luz o crescimento das duas cultivares foram semelhantes, todavia na presença de luz, a alfavaca basilicão variedade sweet basil (Ocimum basilicum L.) apresentou maior crescimento, evidenciando também uma maior acúmulo de fitomassa seca no sistema radicular em relação a parte aérea.
    Download
    Ensino de Astronomia e a Teoria Histórico-Cultural: um caminho para a internalização de conceitos
    Curso Mestrado em Educação Científica e Matemática
    Tipo Dissertação
    Data 28/02/2020
    Área ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA
    Orientador(es)
    • VANESSA DAIANA PEDRANCINI
    Orientando(s)
    • Lucélia de Fátima Aguilera do Nascimento
    Banca
    • LENICE HELOISA DE ARRUDA SILVA
    • MIRIAN XAVIER MARQUES
    • VANESSA DAIANA PEDRANCINI
    Resumo
    Download
      Uso de Objetos Virtuais de Aprendizagem para o Ensino de Radioatividade
      Curso Mestrado em Educação Científica e Matemática
      Tipo Dissertação
      Data 28/02/2020
      Área ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA
      Orientador(es)
      • ANTONIO ROGÉRIO FIORUCCI
      Orientando(s)
      • GEOVANI HOFFMANN DE OLIVEIRA
      Banca
      • ADEMIR DE SOUZA PEREIRA
      • ANTONIO ROGÉRIO FIORUCCI
      • PAULO SOUZA DA SILVA
      Resumo
      Download
        Dinâmica e Desenvolvimento da Grama-Tio-Pedro em Área com Sombreamento Nativo, Recebendo Adubação Foliar
        Curso Mestrado em Zootecnia
        Tipo Dissertação
        Data 28/02/2020
        Área ZOOTECNIA
        Orientador(es)
        • LUISA MELVILLE PAIVA
        Orientando(s)
        • JOÃO PAULO DECHNES RAMOS
        Banca
        • HENRIQUE JORGE FERNANDES
        • LUISA MELVILLE PAIVA
        • SANDRA APARECIDA SANTOS
        Resumo
        Download
          USO DA BIOMASSA RESIDUAL DE FRUTOS DO CERRADO PARA FINS ENERGÉTICOS
          Curso Mestrado em Agronomia
          Tipo Dissertação
          Data 28/02/2020
          Área AGRONOMIA
          Orientador(es)
          • ADRIANA DE FÁTIMA GOMES GOUVÊA
          Orientando(s)
          • EMERSON BELARMINO COSTA
          Banca
          • ADRIANA DE FÁTIMA GOMES GOUVÊA
          • ANA MÁRCIA MACEDO LADEIRA CARVALHO (Participação Via Vídeoconferência)
          • JOSÉ EVARISTO GONÇALVES
          Resumo
          Download
            RolePlay no Ensino de Física: Explorando a evolução do conceito de Inércia por meio da imaginação e interpretação
            Curso Mestrado em Educação Científica e Matemática
            Tipo Dissertação
            Data 28/02/2020
            Área ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA
            Orientador(es)
            • GILMAR PRAXEDES DANIEL
            Orientando(s)
            • MIGUEL RAFAEL DE OLIVEIRA CENTURION
            Banca
            • GILMAR PRAXEDES DANIEL
            • HAMILTON PEREZ SOARES CORRÊA
            • SERGIO CHOITI YAMAZAKI
            Resumo
            Download
              MANEJO DA IRRIGAÇÃO, INOCULAÇÃO E DO NITROGÊNIO NO FEIJOEIRO DE INVERNO
              Curso Mestrado em Agronomia
              Tipo Dissertação
              Data 28/02/2020
              Área AGRONOMIA
              Orientador(es)
              • ADRIANO DA SILVA LOPES
              Orientando(s)
              • MARCOS JEFFERSON KRAESKI
              Banca
              • ADRIANO DA SILVA LOPES
              • EDER DUARTE FANAYA JÚNIOR
              • FÁBIO TEIXEIRA DELAZARI
              Resumo
              Download
                PRODUÇÃO DE FLORES DE CRAVO AMARELO EM DIFERENTES CORES DE VASOS E AMBIENTES PROTEGIDOS
                Curso Mestrado em Agronomia
                Tipo Dissertação
                Data 28/02/2020
                Área AGRONOMIA
                Orientador(es)
                • EDILSON COSTA
                Orientando(s)
                • SUZIELLY DA SILVA ADRIANO NAGEL
                Banca
                • EDILSON COSTA
                • EDUARDO PRADI VENDRUSCOLO
                • FLAVIO FERREIRA DA SILVA BINOTTI
                • RENATO JAQUETO GOES
                Resumo O cravo é a segunda flor de maior importância no comércio de flores de corte. O objetivo do trabalho foi avaliar vasos de polietileno com diferentes colorações (azul, vermelho, marron e preto) em diferentes ambientes (Estufa, com tela sob o filme de polietileno de 42-50% de sombreamento e telado agrícola de 30% de sombreamento) no cultivo da variedade de cravo Chabaud amarelo. Ao longo do experimento foram monitoradas as variáveis meteorológicas nos ambientes de cultivo, além da mensuração da radiação fotossinteticamente ativa (μmol m-2 s-1) e temperatura do substrato (°C). As variáveis de altura da planta (AP), diâmetro do colo (DC) e o número de folhas (NF) foram mensurados. Durante esse período, foram registrados dados de abertura do botão floral e da floração. A Estufa com tela sob o filme de 42-50% de sombreamento foi o ambiente que proporcionou maior altura de plantas e número de folhas ao longo do período avaliado, constatando maior crescimento da parte aérea de cravo amarelo, se destacando em todas as demais variáveis com exceção do diâmetro e massa seca da flor que foi melhor no telado. Os valores de radiação solar global tiveram variação de 228,1 a 240,5 W m-² no telado agrícola e de 124,5 a 129,9 W m-² na Estufa sendo os valores internos médios deste, cerca de 45% menor que os obtidos naquele ambiente. O cravo em vasos de cor marrom tiveram maior média de acúmulo de folhas e diâmetro de flor se comparado ao azul, que teve menor valor destas variáveis, e a cor vermelha proporcionou maior diâmetro do colo. A Estufa contribuiu com a redução considerável de radiação solar, proporcionando condições mais propicias para o crescimento do cravo. Já o telado devido à alta intensidade de radiação solar, favorece condições mais propicias ao cravo, estimulando o seu florescimento. Quanto as cores de vaso, indica-se o a cor marrom pois proporcionou plantas com qualidade tanto para no crescimento vegetativo como no florescimento.
                Download
                Compreendendo os Erros na Resolução de Problemas de Probabilidade por meio dos Mecanismos de Defesa da Psicanálise
                Curso Mestrado em Educação Científica e Matemática
                Tipo Dissertação
                Data 28/02/2020
                Área ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA
                Orientador(es)
                • SERGIO CHOITI YAMAZAKI
                Orientando(s)
                • FLAVIANE MEIRELES DOS SANTOS CAMPEIRO
                Banca
                • BRUNO DOS SANTOS SIMÕES
                • LUCELIO FERREIRA SIMIÃO
                • SERGIO CHOITI YAMAZAKI
                Resumo
                Download
                  REGULADORES DE CRESCIMENTO NA CULTURA DO ALGODÃO
                  Curso Mestrado em Agronomia
                  Tipo Dissertação
                  Data 28/02/2020
                  Área AGRONOMIA
                  Orientador(es)
                  • MATHEUS GUSTAVO DA SILVA
                  Orientando(s)
                  • ANA CAROLINA MARINHO ROSSI
                  Banca
                  • CRISTIANE GONÇALVES DE MENDONÇA
                  • MATHEUS GUSTAVO DA SILVA
                  • RÚBIA RENATA MARQUES
                  Resumo
                  Download
                    A Educação Ambiental na formação do Técnico em Agricultura do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul - Campus de Ponta Porã
                    Curso Mestrado em Educação Científica e Matemática
                    Tipo Dissertação
                    Data 27/02/2020
                    Área ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA
                    Orientador(es)
                    • ELIANE CERDAS
                    Orientando(s)
                    • LARISSA DE OLIVEIRA VEIGA
                    Banca
                    • ELIANE CERDAS
                    • JOÃO MIANUTTI
                    • TAITIÂNY KÁRITA BONZANINI
                    Resumo
                    Download
                      O uso de Palavras Cruzadas e da leitura na contextualização do conteúdo de Tabela Periódica e de sais minerais na alimentação.
                      Curso Mestrado em Educação Científica e Matemática
                      Tipo Dissertação
                      Data 27/02/2020
                      Área ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA
                      Orientador(es)
                      • ANTONIO ROGÉRIO FIORUCCI
                      Orientando(s)
                      • EDIMARA CANTÚ DE PINHO
                      Banca
                      • ADEMIR DE SOUZA PEREIRA
                      • ANTONIO ROGÉRIO FIORUCCI
                      • ELIANE CERDAS
                      Resumo
                      Download
                        QUALIDADE DE ÁGUA NO PREPARO DE CALDA PARA PULVERIZAÇÃO COM HERBICIDA GLIFOSATO
                        Curso Mestrado em Agronomia
                        Tipo Dissertação
                        Data 27/02/2020
                        Área AGRONOMIA
                        Orientador(es)
                        • CRISTIANE GONÇALVES DE MENDONÇA
                        Orientando(s)
                        • JODINEISON DO AMARAL OLIVEIRA
                        Banca
                        • CRISTIANE GONÇALVES DE MENDONÇA
                        • CRISTINA GONÇALVES DE MENDONÇA
                        • JONAS DE SOUSA CORREA
                        Resumo
                        Download
                          ATRIBUTOS FÍSICOS E PERDAS DE SOLO COMO INDICADORES DO FORNECIMENTO DOS SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS
                          Curso Mestrado em Agronomia
                          Tipo Dissertação
                          Data 26/02/2020
                          Área AGRONOMIA
                          Orientador(es)
                          • ELÓI PANACHUKI
                          Orientando(s)
                          • FELIPE DAS NEVES MONTEIRO
                          Banca
                          • ELÓI PANACHUKI
                          • EMERSON FIGUEIREDO LEITE
                          • NORTON HAYD REGO
                          Resumo
                          Download
                            EFEITO DA IRRIGAÇÃO COM ÁGUA SALINA NA PRODUÇÃO DE TOMATE
                            Curso Mestrado em Agronomia
                            Tipo Dissertação
                            Data 22/02/2020
                            Área FITOSSANIDADE
                            Orientador(es)
                            • TIAGO ZOZ
                            Orientando(s)
                            • CARLOS EDUARDO DA SILVA OLIVEIRA
                            Banca
                            • DENISE RENATA PEDRINHO - Participação via web conferência
                            • EDUARDO PRADI VENDRUSCOLO
                            • TIAGO ZOZ
                            Resumo O tomate (Solanum lycopersicum L.) é uma das principais hortaliças produzidas no Brasil e no mundo. Em 2018, 4,08 milhões de toneladas de tomate foram produzidas no Brasil em uma área de aproximadamente 59,7 mil hectares, o que representou uma produtividade média de 68,3 Mg ha-1 (IBGE, 2019). No entanto, a rentabilidade da produção de tomate em muitas áreas do Brasil tem sido frequentemente limitada devido ao excesso de sais dissolvidos na solução do solo ou na água de irrigação (Medeiros et al., 2012).
                            A salinidade tem sido apontada como um dos estresses abióticos que mais limitam o crescimento das plantas e a produtividade de frutos de tomate, especialmente em áreas de cultivo protegido (Guedes et a., 2015). Portanto, a qualidade da água utilizada para irrigação deve merecer maior atenção em condições de cultivo protegido. Isso porque nestas condições de cultivo não há a lavagem dos sais do solo pela água das chuvas como ocorre naturalmente nas áreas de produção em campo aberto. Guedes et al. (2015) reportaram que a qualidade da água utilizada para a irrigação é fator primordial para que as plantas possam expressar seu máximo desenvolvimento e potencial de produção. O nível de sal solúvel na água de irrigação deve ser, preferencialmente, inferior a 0,75 dS m–1 para a produção de mudas e inferior a 1,5 dS m–1 para a produção de hortaliças em cultivo protegido (Nikolaou et al., 2019).
                            O excesso de sais na solução do solo altera a capacidade das plantas em absorver, transportar e utilizar os nutrientes necessários para o seu crescimento e desenvolvimento (Safdar et al., 2019). O desequilíbrio nutricional causado pela salinidade decorre, principalmente, da menor taxa de absorção e assimilação de íons essenciais à planta, principalmente, de K+ e Ca2+ (Brito et al., 2014). No entanto, estas alterações podem variar de acordo com as espécies e, ou cultivares utilizadas. A menor taxa de crescimento das plantas em condições de salinidade está relacionada com a inibição osmótica da absorção de água pelas raízes e com os efeitos fitotóxicos de íons específicos que levam ao estresse oxidativo secundário nas plantas (Acosta-Motos et al., 2017). Portanto, o excesso de sais na solução do solo pode afetar negativamente o metabolismo fisiológico, o crescimento e a produtividade das hortaliças (Lima et al., 2016).
                            O tomate é uma cultura considerada moderadamente sensível aos efeitos adversos da salinidade, que tem seu desenvolvimento e sua produtividade limitada quando a condutividade elétrica do solo (CE) estiver entre 0,5 e 2,5 dS m–1(Medeiros et al., 2012; Silva et al., 2013; Guedes et al., 2015). Este nível máximo de salinidade que pode ser tolerado pelas plantas sem afetar negativamente seu desenvolvimento é a salinidade limiar (SL) (Maas e Hoffman, 1977). O amplo intervalo de valores de salinidade limiar reportado para o tomate sugere que a resposta da cultura à salinidade é variável em virtude do cultivar, do estádio de desenvolvimento da planta e do manejo adotado (Guedes et al., 2015).
                            A salinidade pode afetar o crescimento das plantas em todos os estádios de desenvolvimento. No entanto, a germinação das sementes e o crescimento inicial das plantas são os dois estádios mais sensíveis à salinidade da água de irrigação (Oliveira et al., 2019). A salinidade afeta negativamente a germinação e o estabelecimento das plantas por meio do estresse osmótico, estresse oxidativo e efeitos fitotóxicos de íons-específicos, como o Cl– e o Na+ (Acosta-Motos et al., 2017). Após a germinação, as plântulas de tomate quando expostas às condições de salinidade possuem a capacidade de realizar o ajustamento osmótico, que pode permitir a manutenção da absorção de água e da turgescência das células e, consequentemente, manter o crescimento e o desenvolvimento das plântulas (Medeiros et al., 2012). No entanto, o nível de sal na solução do solo não pode ultrapassar a valor da salinidade limiar da cultura, que é dependente do estádio de desenvolvimento das plantas. As mudas mais jovens tendem a ser mais sensíveis a altos níveis de salinidade do que as plantas em pleno desenvolvimento (Nikolaou et al., 2019).
                            Download
                            Metodologias Ativas: novo olhar para o ensino de Língua Portuguesa no Ensino Fundamental
                            Curso Mestrado em Letras em Rede Nacional
                            Tipo Dissertação
                            Data 21/02/2020
                            Área LÍNGUA PORTUGUESA
                            Orientador(es)
                            • SANDRA ESPINDOLA MACENA
                            Orientando(s)
                            • Cristiane Rodrigues de Queiroz Braga
                            Banca
                            • CLEMILTON PEREIRA DOS SANTOS
                            • MARILZE TAVARES
                            • SANDRA ESPINDOLA MACENA
                            Resumo
                            Download
                              AMBIÊNCIA VEGETAL E SUBSTRATOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE TAMARINDO
                              Curso Mestrado em Agronomia
                              Tipo Dissertação
                              Data 21/02/2020
                              Área AGRONOMIA
                              Orientador(es)
                              • EDILSON COSTA
                              Orientando(s)
                              • JOSIANE SOUZA SALLES
                              Banca
                              • EDILSON COSTA
                              • EDUARDO PRADI VENDRUSCOLO
                              • FLAVIO FERREIRA DA SILVA BINOTTI
                              • PEDRO LUIZ NAGEL
                              Resumo O tamarindo é uma espécie frutífera florestal exótica, amplamente difundida na américa do sul. No Brasil, é grandemente conhecida, principalmente nas regiões Centro-Oeste e Nordeste, pois nestas regiões foi onde esta espécie apresentou facilidade de adaptação. Em função de seu centro de origem, na África do Sul, apresenta como características relevante da espécie, sistema radicial bem desenvolvido o que lhe confere grande adaptabilidade a regiões semiáridas, por ser resistente a seca.
                              As frutas de tamarindo possuem sabor característico, apresentando grande aceitabilidade no mercado, entre os frutos de espécies exóticas. Dessa forma, há grande quantidade de estudos com esta espécie, especialmente com a produção de mudas, visto que o uso de mudas de qualidade é essencial para garantir o sucesso da produção, pois o desempenho desta irá interferir em toda condução do pomar.
                              Para a produção de mudas de qualquer espécie vegetal é imprescindível o conhecimento das exigências mínimas de desenvolvimento da espécies, como nutrição e condições climáticas que afetam o seu crescimento. Assim, técnicas de produção como a determinação do adequado ambiente de cultivo e substrato são fundamentais para garantir produção de mudas de elevada qualidade.
                              A ambiência vegetal caracteriza-se como o conjunto de condições micrometeorológicas da área de produção, neste estudo enquadra-se o emprego de diferentes níveis de sombreamento. O uso de ambientes protegidos apresentam como principais vantagens a manipulação das condições micrometeorológicas, como temperatura e umidade relativa, assim como redução da radiação solar. Contudo a luz é primordial para o desenvolvimento vegetal, sendo que a intensidade disponibilizada pode interferir no crescimento e desenvolvimento, pois a falta ou o excesso de radiação podem ser limitante para os processos metabólicos.
                              Os substratos tem como função proporcionar condições para os processos de crescimentos das plântulas. Fornecer condições químicas e físicas que favoreçam a formação de mudas vigorosas. Contudo a formulação de substratos, não é uma prática fácil, por isso há certa preferência pelo uso de produtos comerciais, porém é necessário determinar qual produto mais adequado se adquirir. Neste contexto, estudos com substratos puros ou em mistura são fundamentais, pois dependendo da matéria prima, a adição de outros componentes podem agregar qualidade à formulação, além de que a combinação pode reduzir custos de produção.
                              A cultura do tamarindo tem como principal destino o uso na fruticultura, e as mudas irão refletir na formação do pomar, sendo assim o estudo que determine o ambiente que irá favorecer as atividades metabólicas e o substrato que irá garantir fornecimento nutricional e estrutura adequada, possibilitam o levantamento de informações e a produção de resultados sobre a produção de mudas de qualidade, sendo essencial para o fornecimento de informações científicas.
                              Dessa forma, o objetivo do trabalho foi realizar o estudo sobre ambiência vegetal, com diferentes níveis de sombreamento e composições de substratos para formação de mudas de tamarindo.
                              Download
                              DESEMPENHO, CARACTERÍSTICAS DE CARCAÇA E QUALIDADE DA CARNE MATURADA DE CORDEIROS INTEIROS OU CASTRADOS DAS RAÇAS SANTA INÊS E PANTANEIRO
                              Curso Mestrado em Zootecnia
                              Tipo Dissertação
                              Data 21/02/2020
                              Área ZOOTECNIA
                              Orientador(es)
                              • DALTON MENDES DE OLIVEIRA
                              Orientando(s)
                              • AUGUSTO GALHARDO GONÇALVES
                              Banca
                              • ANDRÉ LUIZ JULIEN FERRAZ
                              • AYA SASA
                              • DALTON MENDES DE OLIVEIRA
                              Resumo
                              Download
                                AVALIAÇÃO DE CIO E APLICAÇÃO DE GNRH COMO ESTRATÉGIAS PARA OTIMIZAR PROTOCOLOS DE IATF COM SÊMEN SEXADO
                                Curso Mestrado em Zootecnia
                                Tipo Dissertação
                                Data 20/02/2020
                                Área ZOOTECNIA
                                Orientador(es)
                                • FABIANA DE ANDRADE MELO STERZA
                                Orientando(s)
                                • ANA CAROLINE BINI DE LIMA
                                Banca
                                • AYA SASA
                                • DALTON MENDES DE OLIVEIRA
                                • FABIANA DE ANDRADE MELO STERZA
                                Resumo
                                Download
                                  Página 2 de 10 (20 de 193 registros).